terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Noite de primavera...

Andando por ai, pra esfriar a cabeça e esquecer... qualquer coisa...
Me pego prestando atenção às fragrâncias da cidade ao luar.
A dama da noite me recebeu antes de virar a esquina,
Os pinheiros me deram a nostálgica sensação quando os visitei.

Depois de um tempo, uma fumaça chata me deixou sem ar,
Mas os eucaliptos magrelos me salvaram com seu cheiro gostoso.
Alguns passos e estava junto de um grupo triste fumando um baseado "pra relaxar"...
"De boa" uma roseira me levou direto para um mundo de paixão!
Ahhh as rosas vermelhas e seu doce aroma...

Em uma casa pequena e mal cuidada, senti o cheiro de bolo de chocolate,
Mais pra frente, era hora do jantar, um delicioso cheiro de tempero rescendeu na vizinhança, me levando direto pra comidinha da minha mãe!

No meio de um campo o rio corria e a grama exalava, sem perceber, o cheiro de estar podada.
Corro pra me esconder da chuva que levanta no ar, calor e cheiro de terra molhada!
Que chuva gelada!
Então volto pra casa onde você me esperava com uma xícara do café mais saboroso, que o cheiro só não era mais forte que o sabor.

Deliciosa noite de primavera....

Um comentário:

O que você pensa sobre esse escrito?